gilberto-03155_smallO videógrafo português Gilberto Coutinho venceu o segundo lugar, ao concorrer no Festival de Cinema de Casamentos, na categoria “Prémio do Público 2015”. A empresa cerveirense ficou classificada entre os TOP3 desta categoria com um dos seus vídeos de casamento, entre cerca de 400 profissionais inscritos no portal da comunidade de videografosdecasamentos.com.

Existem câmaras, luzes, microfones e por vezes até guião, mas não atores. Os protagonistas são os noivos. A gravação de vídeos nos casamentos passaram em menos de uma década de ser um detalhe extra a um dos serviços mais solicitados. O típico vídeo de casamento evoluiu até converter-se em uma produção cinematográfica.

Não é nenhum exagero chamar-lhe cinema ou documental de casamentos. Neste tipo de projetos os profissionais encarregados de gravar e editar montam um filme. E existem de todo o tipo. Desde as mais íntimas e simples, até às que usam efeitos especiais e diferentes localizações.

Não se trata apenas de imortalizar o dia do enlace. Há quem queira recrear ou introduzir no seu vídeo o momento do pedido de casamento, um momento importante.

[vimeo 145457715 w=500 h=281]

Os noivos já não necessitam esperar meses para ver o resultado final. Muitos estúdios oferecem a possibilidade de entregar o trabalho no mesmo dia. “Conforme se vai gravando, temos um editor a quem passamos as imagens. O resultado final vêm-no os noivos e os seus convidados na receção”. Explica Gilberto.

A segunda edição do Festival de Cinema de Casamentos, decorreu de 10 a 12 de novembro em Madrid, onde cerca de 30 profissionais de imagem de vários países como Espanha, Estados Unidos da América, Luxemburgo e Portugal. A gala final do certame serviu para entregar os galardões aos melhores trabalhos do corrente ano.

O videógrafo cerveirense refere que o prémio do festival é o reconhecimento pelo trabalho realizado: “Não existe nenhum tipo de recompensa, apenas mérito e reconhecimento por toda a comunidade profissional que seleciona e avalia as obras sujeitas a concurso”. Acrescentando que o festival é uma forma de “valorizar aqueles que se demarcam pela diferença”.

Os vídeos de casamento cada vez têm maior qualidade. Alguns parecem inclusivamente filmes de cinema, com orçamentos até 60.000 euros.

Uma perseguição, uma jovem, um tiroteio e um objetivo. Todos estes fatores, que são próprios de um filme de ação, podem ser a forma de dizer ‘Sim aceito’ de um casal da India. Este é um dos vídeos de casamento de Kevin Shanianian. Um ‘videógrafo’ especializado em gravar casamentos e converte-las em verdadeiros filmes de amor e ação, um dos oradores do certame.

Em alguns casos com ele trabalham quinze pessoas, os seus orçamentos oscilam entre os 10.000 aos 60.000 euros e a sua filos54 57ofia baseia-se em que “as histórias de amor estão cheias de clichés, assim o que nós o que tentamos é fazer algo interessante para a maior quantidade de gente, como um verdadeiro filme de cinema”.

Os filmes, sempre com dois protagonistas, no entanto onde as localizações, a música, os meios e o guião mudam. A tendência leva a que exista uma maior profissionalização nesta classe de vídeos.

Organizado pelo portal www.videografosdecasamentos.com, este festival espanhol reúne cerca de 400 profissionais de 35 países e mais de 1500 vídeos, traduzidos em quatro línguas, entre elas, o português.

O evento, realizado anualmente, pretende consolidar-se como a referência de um setor audiovisual em constante crescimento em Espanha e Portugal, cuja profissionalização e evolução tem sido uma constante. A principal conclusão a que chegaram os profissionais do Festival de Cinematografia de Casamentos é que os vídeos de casamento nunca mais voltarão a ser o que eram.

Em http://www.videografosdecasamentos.com/contest/audience-award-2015 é possível consultar os resultados do festival